top of page

Magnetoterapia o poder dos imãs


A Magnetoterapia:

- Aumenta o fluxo sanguineo levando ao aumento da capacidade de transporte do oxigénio, ambos essenciais para promover a própria cura do corpo; - mudanças na migração dos iões de cálcio para recuperar em cerca de metade do tempo um osso partido, ou ajudando a remover o cálcio das articulações dolorosas, com artroses; - O nível do Ph que está muitas vezes descontrolado em simultâneo com a doença, ou em condições anormais e que pode ser aparentemnte alterado na presença de campos magnéticos; - A produção de hormonas pelas glândulas endócrinas pode ser aumentada ou diminuída, perante estimulação magnética; - Alteração da actividade enzimática e outros processos bioquímicos.

Em que patologias e doenças é especialmente recomendada a magnetoterapia?

A magnetoterapia proporciona excelentes resultados no tratamento de doenças como artrites, artroses, reumatismos, osteoporose, no combate das dores articulares, de fracturas, contusões ou cefaleias, na reabilitação, em problemas de circulação e recuperação muscular por fadiga, cansaço ou stress.

Pode provocar efeitos secundários nos pacientes?

Não, visto que se trata de uma técnica natural, não invasiva e completamente inócua, que não produz efeitos secundários.

bottom of page